O dia em que os bichos votaram

Preço sob consulta
. Comprar  
Autor: Reynaldo Valinho Alvarez
Ilustradora: Michelle Behar


O livro fala de escravidão e liberdade, ditadura e democracia, depressão e alegria de viver. Tudo com bom humor e ironia. A moral desta fábula se aplica a todos nós: viver em liberdade exige trabalho coletivo, solidariedade e respeito às diferenças individuais. 

 
ISBN: 978-85-88600-83-8
Nº páginas: 16
Formato: 14,8x21 cm
Idade: 7 a 8 anos
Coleção:
 


ATIVIDADES SUGERIDAS

 

Temas abordados: eleições, pessoas (qualidades e defeitos), exercício da cidadania, problemas das cidades, relação povo x governo.

 

- A história, contada em versos pelo autor, se trata de uma fábula (história, com fundo moral, na qual as personagens são animais). Levantar as características da história com os alunos a fim de que concluam quais os aspectos literários definidores de uma fábula.

- Pesquisar outras fábulas escritas por diversos autores: Esopo, La Fontaine, Monteiro Lobato e até o renomado pintor Leonardo Da Vinci.

- Propor um levantamento das rimas da história e a reconstrução dos versos.

- Analisar com os alunos o contexto político vivido pelos animais da história: qual o valor do voto para eles? Por que não tinham o direito de escolha? Qual a forma de governo da floresta?

- Promover um debate sobre as formas de governo.

- "Nada de escolha indireta", gritou a bicharada. O que isso quer dizer? Quais os processos de escolha de um presidente?

- Incentivar que grupos construam propostas para algumas formas de governo e apresentem para os colegas.

- Nos versos, os animais conversam. Existem palavras para reproduzirem determinados sons, chamadas palavras onomatopaicas. Quais seriam as palavras correspondentes às falas dos animais da história?

- Quando um bicho pedia: "Eleição, agora", os amigos da onça punham o bicho para fora. "Amigo da onça" é uma forma de expressão muito bem aproveitada no contexto da história. Pesquisar com os alunos outras formas de expressão, utilizadas em nosso contexto social.

- As figuras dos animais, muitas vezes, são relacionadas a comportamentos ou personalidades, por exemplo: nesta história a presidenta é uma onça e entre seus amigos aparecem as raposas. Os nomes dos animais também são usados para xingamentos ou elogios. Pesquisar no grupo social essas relações entre os nomes dos animais e comportamentos e características humanas.

- Percebemos, nas ilustrações, que os animais da história são brasileiros. Incentivar a pesquisa sobre animais da fauna brasileira, inclusive os que se apresentam em processo de extinção.

- Oportunizar a leitura e releitura dos quadros "Floresta Brasileira" (tríptico) de Portinari. Discutir com os alunos a representação de cenas e costumes essencialmente brasileiros nos seus quadros.

- Incentivar a dramatização da história promovendo a confecção de figurinos e cenário, utilizando inclusive, materiais recicláveis.

 

TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:

- BELINKY, Tatiana. Assim, sim! Edições Paulinas.

- ENDE, Michael. Norberto Nucagrossa. Editora Martins Fontes.

- AGUIAR, Maria Alice. A natureza contra-ataca. Franco Editora.

- SQUARISI, Dad. A natureza contra-ataca. Franco Editora.

Veja também