BIH! Brinquedos, inventos e histórias

Preço sob consulta
. Comprar  
Autora e ilustradora: Vera de Almeida Andrade

Ouvir muitas histórias, recortar, colar e desenhar: tem tudo isso aqui! Venha aprender a fazer vários brinquedos e inventos com material descartável.

 
ISBN: 978-85-7671-321-0
Nº páginas: 24
Formato: 20x27 cm
Idade: 8 a 10 anos e professores
Coleção: 
 
 
ATIVIDADES SUGERIDAS
 
Temas abordados: reciclagem, histórias, trabalhos manuais.

- Introdução
Esta coleção destina-se tanto às crianças das classes da Educação Infantil quanto do Ensino Fundamental.
Os brinquedos e inventos apresentados poderão dar-lhe ideias para a criação de outros. É essa a intenção: incentivar a criatividade e a exploração, além de despertar a consciência ecológica.
 
Todos sabem dos problemas causados no meio ambiente pelo excesso de material descartável jogado no lixo, principalmente o plástico que não é biodegradável.
A Coleção BIH! ajuda a desenvolver nas crianças essa consciência ecológica e, ensina a fazer brinquedos e inventos a partir de embalagens plásticas, de papelão e isopor que seriam jogados fora (ensina a reaproveitar).
Em cada volume são apresentados dez brinquedos/inventos e uma história com tema ecológico.
No 1º volume, Cheirobom é uma cidade onde não existe a preocupação com a poluição ambiental desde o dia em que Seu Vassourinha, o inventor, criou o Aspiradordohorror.
Esse robô cuidava sozinho da limpeza, até que ele “quebra” e tudo muda: a vida da cidade e a dele.
 
Objetivos:
• Contribuir com o hábito da leitura individual e compartilhada;
• Ensinar o princípio dos 3 Rs: reduzir, reaproveitar e reciclar;
• Desenvolver a criatividade verbal, manual e motora;
• Incentivar os estudos e o aprendizado.
Objetivo essencial: Consciência ecológica e criatividade manual.
 
- Língua Portuguesa
• Interpretação da leitura
Os alunos poderão responder por escrito ou, se forem menores, por meio de desenhos e perguntas selecionadas pelo professor.
– No início da história o que Seu Vassourinha e Nestor faziam o dia inteiro?
– Qual o nome da cidade em que eles moram e porque tem esse nome?
– O que acontece quando o Seu Vassourinha vai à Convenção Anual dos inventores em Águalimpa?
– Quando Nestor desmonta o Aspiradordohorror pela segunda vez, qual é a modificação que ele faz?
– Por que o Aspiradordohorror não conseguia falar?
– Qual o maior desejo do Aspiradordohorror enquanto limpava a cidade?
– O que o Nestor encontrou dentro da barriga do Aspiradordohorror e por que ele guardava aquilo?
– Quando Seu Vassourinha volta de Águalimpa, o que acontece no laboratório e na cidade?
 
• Encontrar os termos exatos
Na história “Cheirobom”, há vários neologismos (fenômeno linguístico que consiste na criação de uma palavra ou expressão nova, ou na atribuição de um novo sentido a uma palavra já existente), como por exemplo:
• Cheirobom (nome da cidade que tem sempre um cheiro diferente – bom e gostoso – toda manhã)
• Águalimpa (nome da cidade vizinha a Cheirobom e, que também está livre da poluição ambiental)
• Aspiradordohorror (robô com nariz de aspirador, que trata a sujeira e emite ar puro com aromas variados por uma cavidade posterior)
 
Os exercícios que se seguem têm por objetivo encorajar a capacidade de inventar termos novos e originais.
Como podemos chamar:
• alguém que tem ideias inovadoras como o Nestor e o Seu Vassourinha:
A maioria das crianças dirá: “um inventor”, mas este não é um termo muito criativo. Como ajudar a criança neste exercício? Dê sugestões como “De onde vêm as ideias? Da cabeça.” “Quem tem ideias inovadoras estão sempre pensando em coisas interessantes.” “Por consequência como poderia chamar alguém que tem ideias inovadoras?” “Cabeçantes.” “Cabeças-com-pensamentos-interessantes.” “Sim, é um bom termo para se dar a alguém que tem sempre ideias inovadoras.”
 
• aquele que corre muito depressa: pés-de-vento; pernas-relâmpago
• aquele que fala demais
• quem gosta de ler
• quem é muito quieto
• quem tem muitos amigos
• quem viaja muito
• quem chora facilmente
• quem acusa sempre os outros
• quem tem sempre fome
• quem gosta muito de dormir
• quem tem sempre sede
• quem gosta de dar presentes

 
• Vamos inventar diálogos
Os exercícios que se seguem requerem da criança que ela se identifique com os personagens. A criança deve, para isso, ser criadora, porque não interessa aqui reportar-se a uma experiência pessoal. Serão diálogos.
Na página 12, quando o Nestor reinicia o Aspiradordohorror: “Apertei o botão onde estava escrito INICIAR dei um tranco e rezei para que funcionasse.” Peça às crianças para recriarem o diálogo entre o Nestor e o Aspiradordohhor a partir desse momento.
 
Na página 13, quando o Aspiradordohorror conta ao Nestor porque havia guardado todo aquele lixo na barriga: “Tudo isso pode parecer lixo, mas não é. Vão virar umas invenções bem legais. Deixei tudo guardadinho porque nunca sobrava tempo, até hoje, para eu colocar as minhas ideias em prática.” Peça às crianças para continuarem o dialogo entre os dois.
 
Ainda na página 13, Seu Vassourinha volta a Cheirobom e encontra o Aspiradordohorror no laboratório ajudando o Nestor a criar invenções com material descartável: “Vejam nas páginas seguintes algumas das nossas invenções depois que começamos a usar material descartável! Agora só fazemos brinquedos que se mexem, pulam, saltam, giram e balançam. É superlegal!” Criem um diálogo final com três crianças como os personagens: Nestor, Aspiradordohorror e Seu Vassourinha.
 
– Ciências
• Proposição de pesquisas para discussão em sala
Ao colocar o princípio dos 3Rs em prática, qual a conseqüência na:
• Exploração dos recursos naturais;
• Consumo de energia;
• Poluição do solo, da água e do ar;
• Vida útil dos aterros sanitários;
• Custos da produção com o aproveitamento de recicláveis pelas indústrias;
• Desperdício;
• Gastos com a limpeza urbana;
• Criatividade e possibilidade de fazer arte com materiais descartáveis;
• Criação de oportunidade de fortalecer organizações comunitárias;
• Emprego e renda pela comercialização dos produtos recicláveis;
 
- Artes plásticas
• Imagens do futuro
Quando folheamos os álbuns de família, vemos como tudo muda em tão pouco tempo: a moda evolui e as casas e os carros já não são mais os mesmos. Quase tudo tem outro aspecto e acontecerá o mesmo no futuro. As crianças divertem-se muito com as fotografias antigas e com as transformações que ocorrem em todos os sentidos.
Até a fotografia dela, que foi tirada há pouco tempo, irá fazê-la rir daqui a alguns anos, porque muitas coisas irão se modificar até lá.
Em Cheirobom havia um robô chamado Aspiradorhorror que cuidava da limpeza e por isso, a cidade não tinha preocupação com a poluição ambiental: “Moramos em Cheirobom, que tem esse nome por causa de uma invenção nossa: o Aspiradordohorror, que é um robô com nariz de aspirador que pega todas as porcarias que existem no mundo, como lixo, sucata e micróbio, até imundície, fedentina, entulho, pó, futum e chulé. Mastiga tudo e põe pra fora soltando puns cheirosos.”
Esta é uma cidade do futuro.
Aproveite este estado de espírito para propor um novo exercício: olharmos para o futuro e tentarmos ver como serão, por exemplo, os automóveis dentro de alguns anos. “E se tentar desenhar um automóvel do futuro, como o imagina hoje?”
Será bom que a criança explique e comente o seu desenho.
Dê outros temas para desenhos do mundo futuro:
• uma casa
• um avião
• uma bicicleta
• a nossa cidade
• a cidade Cheirobom
Se as crianças forem maiores e se já tiverem estudado sobre o princípio dos 3Rs, poderão colocar essas ideias nos seus desenhos.
 
Peça às crianças para desenharem as invenções que aparecem na história:
• diário secreto invisível
• lápis que desenha sozinho
• mochila da hora
• sapato rolante
• botão falante
Aproveite e, as deixe criar as suas próprias invenções. “Se vocês fossem inventores como o Nestor, Seu Vassourinha e o Aspiradordohorror, que ideias teriam?” “Pensem naquilo que gostariam que existisse, ou que já existe mas que poderia ser aperfeiçoado.” “O que seria muito útil à sociedade ou ao planeta?”
Deixem que as crianças deem nome, expliquem e desenhem suas ideias.
 
• Brinquedos e inventos com materiais descartáveis
Todos os brinquedos e inventos da coleção BIH! vêm com a explicação passo a passo de como fazê-los e, a lista de material necessário.
Coleta: sugerimos que – antes de começar a fazer qualquer um dos brinquedos ou inventos – as crianças coletem em casa todo tipo de material descartável e levem para a escola, onde serão armazenados em caixas de papelão e separados por tipo: copos, bandejas e pratos de isopor e de plástico; embalagens de plástico e de papelão; garrafas PET de 500ml, 1l e 1,5l; retalhos de tecido e papel; rolos de papel higiênico; embalagens longa vida.
A escola pode fornecer o material não descartável: marcadores de retroprojetor; fita adesiva colorida; palitos de fósforo, de dentes e de churrasco; clipes; arames encapados (vêm em pacotes de pão de forma); elásticos; algodão; grãos diversos; bolas de soprar; barbante; cola branca; tesoura sem ponta; grampeador; estilete; alicate e prego quente.
A professora fará com as crianças os dez brinquedos ensinados no livro: ajude-as a usar o estilete e, a furar o plástico com alicate e o prego quente (sugerimos entregar o material já preparado).
Criação de novos brinquedos e inventos: a seguir, incentive-as a fazer as suas próprias criações e, organize uma exposição com os trabalhos no final.
“Será que vocês conseguem fazer um carrinho com uma garrafa PET e quatro tampas de embalagem de maionese?” Lembre-as que para fazer os eixos, elas podem usar os palitos de churrasco e, para deixar as rodas (tampas de embalagem de maionese) firmes, devem colocar 2 tampinhas de garrafas PET junto (uma de cada lado). “E agora, como podemos fazer uma marionete?” Que material descartável podemos usar para fazer um jogo de boliche?” “Vamos fazer uma maquete da nossa cidade usando embalagens de papelão de vários tamanhos?”
 
TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:
- ANDRADE, Ana Maria de. Terra-mãe. Franco Editora.
- ANDRADE, Ana Maria de. Água viva. Franco Editora.
- ANDRADE, Ana Maria de. Planeta Menos. Franco Editora.
- ANDRADE, Ana Maria de. Ar Doce Ar. Franco Editora.
- RODRIGUES, João. Quer conhecer o Universo? Franco Editora.
- LOURO, Aline. Reciclarte. Franco Editora.
 
Veja também