Felicidade tem limite

R$ 50,00
. Comprar  
Autora: Valentina Gava Chakr
Ilustrador: André Cerino
 
Carolina estava passando por uma semana de muito trabalho e acabou sendo permissiva com os filhos por alguns dias. Inicialmente, eles gostaram de viver sem seguir algumas regras, mas logo perceberam como tudo havia ficado caótico sem o controle da mãe. Na imaginação deles, ela havia sido enfeitiçada e, por isso, estava agindo de forma diferente. Então os filhos bolaram um plano para que Carolina voltasse a ser a mesma mãe de antes. Será que eles conseguiram? Esta é uma história que mostra como os limites fazem as crianças se sentirem mais seguras e felizes. Felicidade tem limite!
 
ISBN: 978-65-87134-41-3
Nº de páginas: 24
Tamanho: 17x25 cm

Temas abordados: limite, segurança, autoestima, disciplina, relação mãe/filhos, amor.
ATIVIDADES SUGERIDAS:
 
Especialistas concordam que crianças precisam de limites para crescerem felizes e seguras. Aos olhos delas, os pais ou responsáveis podem parecer chatos quando não as deixam fazer tudo o que querem. Mas a verdade é que a ausência de regras ou de seu cumprimento está relacionada a falta de confiança, autoestima e segurança emocional. A escola é um ambiente que ajuda na formação do ser humano quanto a esses aspectos.
 
- Você acha chato seguir regras?
- Por que você acha que elas existem? 
- Imagine uma cidade onde os motoristas não respeitam algumas regras de trânsito, ignorando, por exemplo, o sinal vermelho. O que aconteceria?
- Na escola, imagine se cada um pudesse chegar na hora que bem entendesse. Que problemas isso poderia criar?
- Estabeleça com os alunos as regras da sala de aula e converse sobre sua importância.
- Você já brincou com algum colega que não respeitou a regra de algum jogo? Relate o que aconteceu. Vocês brigaram? Vocês conseguiram terminar de jogar? Foi uma experiência agradável?
- Imagine se um dia você pudesse comer qualquer coisa que quisesse. O que poderia acontecer? E se você pudesse comer tudo o que quiser todos os dias?
- Imagine que você pudesse dormir tarde todos os dias. Que tipo de consequências isso poderia trazer para a sua saúde e seu comportamento?
- E se você pudesse ver televisão, jogar videogame ou ficar no tablet sem limites? Como isso pode afetar sua vida negativamente?
- Deixe que as crianças contem como é a rotina de casa desde que acordam até dormirem.
- O que você acha da atitude dos pais, que cobram dos filhos horários, rotinas, hábitos de higiene, alimentação adequada etc.? Será que, se eles não cobrassem, você os seguiria?
- Quais hábitos você acha necessários? E desnecessários?
 
• Prazo para postagem:
Veja também