A festa no castelo

R$ 33,00
ou 3 x R$ 11,00
. Comprar  
Autora: Vera Lúcia Dias
Ilustradora: Amanda Freitas


Este livro nasceu da observação de crianças com pouca ou nenhuma visão nas escolas. Ver esta dificuldade comoveu a autora. Vera então quis escrever um livro que tratasse, com delicadeza, das várias maneiras de ver a vida. E você, como vê o mundo?


ISBN:978-85-7671-268-8
Nº páginas: 16
Formato: 17x25 cm
Idade: 7 a 9 anos
Coleção: 
 


ATIVIDADES SUGERIDAS

 

Temas abordados: contação de histórias; convívio entre as pessoas de uma comunidade; imaginação; brincadeiras; inclusão.

 

- A história se passa num castelo. Proponha que as crianças pesquisem sobre essas construções, em que tipo de histórias aparecem; se ainda existem, em que lugares do mundo.

- Todos acordavam e olhavam como estava o tempo; por que isso é importante? Também fazemos isso antes de iniciar nossas atividades? Por quê?

- O rei apreciava bolinhos de chuva. Peça que as crianças perguntem em suas casas se conhecem esse tipo de alimento. Colete receitas e, se possível, as prepare na escola; faça um lanche comunitário.

- Na história conhecemos a rotina das pessoas daquele lugar. Como é a rotina das crianças da turma; proponha a descrição dessa rotina através de escrita de texto ou registro fotográfico

- As crianças brincavam na pracinha. Elenque os lugares nos quais as crianças da turma brincam. Quais desses lugares são espaços públicos e em que a cidade, o bairro podem melhorar para acolher as crianças em seu direito de brincar? Proponha a escrita de solicitações a autoridades competentes para melhorias de algum espaço público escolhido pelas crianças.

- O rei tinha a tradição de realizar uma grande festa com um convidado surpresa. Quais as festas existentes na comunidade escolar ou do entorno em que as crianças participam? Organize uma festa surpresa para outra turma da escola.

- Nas festas havia uma banda de uma música. Quais os músicos conhecidos pelas crianças. Promova a interação com os conhecimentos e gostos musicais de todas as crianças da turma. Promova um encontro com músicos da comunidade.

- O convidado especial foi o contador de histórias João. Promova um encontro festivo da turma com um contador de histórias.

- As histórias nos ajudam a imaginar as pessoas, os lugares do nosso jeito. O que foi o que João fez (Como não posso ver como as outras pessoas veem, vou olhando o mundo do meu jeito!); por que João disse isso? Por que não podia ver como as outras pessoas?

- Quais pessoas que também não podem ver são conhecidas pelas crianças?

- Desafie as crianças a permanecerem um dia na sala de aula com os olhos vendados – quais as sensações, como puderam “se virar”? Como teve que ser a aula?

- Interaja com materiais utilizados pelos cegos (livros em Braille, leitura, instrumentos para escrita em Braille, converse com pessoas cegas para trocarem experiências sobre a rotina delas).

- Proponha a brincadeira de sair em duplas pelo ambiente da escola – uma criança com os olhos vendados e a outra criança sendo guia do colega;

- Pesquise se a escola tem adaptações para um espaço inclusivo; quais modificações necessitam ser feitas para acolher todas as pessoas.

 

TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:

- WEINEM, Tita. O rei de si. Franco Editora.

- PATERNO, Semíramis. O menino que enxergava com o coração. Franco Editora.

 

• Prazo para postagem:
Veja também