O menino que virou fantoche

Preço sob consulta
. Comprar  
Autora: Alessandra Pontes Roscoe
Ilustradora: Meri

 

Narrativa em prosa que conta a história do “contrário do Pinóquio”, de um menino tão apaixonado por histórias e fantoches que pede a uma fada para transformá-lo num fantoche. Ele também não quer crescer, quer até diminuir para caber na mão das pessoas e levar com suas histórias, alegria para as crianças!

 
ISBN: 978-85-7671-133-9
Nº páginas: 16
Formato: 17x25 cm
Idade: 8 a 10 anos
Coleção: 
 

ATIVIDADES SUGERIDAS

 

Um menino apaixonado por fantoches, marionetes, teatro, histórias e contos de fadas que resolve viver uma grande aventura! Seu sonho é reinventar a famosa história do boneco de madeira que quer virar gente, perpetuar o desejo de Peter Pan de nunca crescer só que de um jeito diferente. O menino quer o contrário do que um dia quis o Pinóquio, ele sonha em virar fantoche, diminuir e caber nas mãos das pessoas, viver num baú de histórias e com a ajuda de alguns amigos e de uma fada sem asas consegue realizar seu desejo!


Temas abordados: histórias, teatro, desejos, sonhos, amizade, música, fantasia.

 

- O personagem principal adora histórias. Ele conhecia também uma fada amarela. Conversar com as crianças sobre as fadas. A palavra fada é originária do latim fatum, que vem do grego, que significa “coisa que brilha”; portanto, fada e todos os seus derivados, como fábula, falar, fatalidade, confirmam que quem escreve contos de fada quer fazer algo brilhar na cabeça dos leitores.

- Por que as fadas dos contos possuem determinadas características físicas? Listar as fadas das histórias.

- Quais contos de fada conhecemos?

- Escolher um conto de fadas e contá-lo para as crianças. Poderá também contar um conto de fada em cada dia da semana.

- Conversar com os alunos sobre a questão das diferenças e do preconceito. Que tipos de preconceitos conhecemos?

- Debater sobre as diferenças observadas na natureza e em sala de aula.

- Trabalhar com as histórias do Pinóquio e do Peter Pan, incentivando o reconto.

- Conversar com os alunos sobre desejos e sonhos de cada um deles, pedir que desenhem e representem isso de diversas formas diferentes e experimentem contar aos colegas. Trabalhar também a oralidade.

- Os alunos poderão ilustrar um conto de fada, ou preparar uma apresentação fazendo os fantoches, o cenário e criando um texto baseado na história para experimentar a diversidade de linguagens que a história permite.

- Brincar de teatro de sombras.

- Convidar para ir até a escola um contador de histórias, proporcionando uma tarde de “contação de histórias”.

- No livro a fada faz mágicas tocando cantigas. Pedir às crianças que cantem suas cantigas preferidas. Montar com a turma um livro com as letras dessas músicas. Cada criança ilustra sua cantiga. Juntar tudo com uma capa artesanal de EVA.

 

TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:

- LEWICKI, Glaucia. As três fadas e Cinderela. Franco Editora.

- VASQUES, Marciano. Rufina. Franco Editora.

 

Veja também