João Grilo tecendo a roupa nova do imperador

R$ 24,00
ou 3 x R$ 8,00
. Comprar  
Autor e ilustrador: Arievaldo Viana
 
João Grilo e Cancão de Fogo, dois astutos trapaceiros, fazendo-se passar por alfaiates, convenceram determinado imperador de que poderiam fazer uma roupa muito bonita e cara, mas apenas as pessoas muito inteligentes conseguiriam vê-la. Fingindo tecer fios invisíveis, os dois trapaceiros receberam baús cheios de riqueza... Até que, um dia, um menino desmascarou a farsa dos bandidos.

 
ISBN: 978-85-7671-109-4
Nº páginas: 20
Formato: 17x25 cm
Idade: 7 a 10 anos
Coleção: 
 


ATIVIDADES SUGERIDAS

  

Temas abordados: contos, literatura de cordel, adulação, vaidade, esperteza, cultura popular.

 

 

- Após a leitura do livro, conversar com as crianças sobre a relação entre o rei e as pessoas à sua volta.

- Conversar com as crianças sobre os diferentes pontos de vista diante de situações e a importância de se ter opinião própria.

- Estabelecer um debate sobre a mentira, trapaça, esperteza.

- Fazer a leitura do texto em prosa e estabelecer as diferenças com o texto em cordel.

- Chamar a atenção das crianças sobre a forma de apresentação da história: versos e rimas e ritmo.

- Incentivar a pesquisa sobre a literatura de cordel – origem, onde se apresentam enquanto cultura popular, formas de produção.

- Possibilitar o conhecimento de histórias de literatura de cordel.

- Realizar pesquisas sobre Cancão de Fogo – personagem da literatura nordestina.

- Conversar sobre a época em que se apresenta a história – funções das personagens, vestimentas, objetos utilizados.

- Incentivar pesquisa sobre a confecção de roupas (como as roupas foram confeccionadas durante a história da humanidade).

- Proporcionar a interação das crianças com profissionais que confeccionam roupas ou adereços com teares.

- Incentivar a realização de uma Feira de Troca de Livros de Cordel produzidos pelas próprias crianças.

- Possibilitar o conhecimento de outros contos de Andersen.

- Propor a realização de produções plásticas a partir da técnica utilizada na literatura de cordel – xilogravura – feita com material mais acessível às crianças: reutilização de bandejas de isopor no lugar da madeira (desenha-se com uma caneta na bandeja de isopor, sem as abas, passa-se tinta com um rolinho de espuma – a tinta não entra nos sulcos desenhados –  vira-se a bandeja num papel, pressiona-se e o desenho será transferido para o mesmo).

- Propor que dramatizem a história com a narrativa dos versos.

- Propor o acompanhamento dos versos com instrumento musical tocado pelas crianças ou adultos (familiares, comunidade escolar).

 

TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:

- VIANA, Arievaldo. O soldadinho de chumbo e a bailarina dourada. Franco Editora.

- VIANA, Arievaldo. O patinho feio. Franco Editora.
- MIRANDA, Eraldo. Cancão de fogo: histórias e peripécias. Franco Editora.

 

• Prazo para postagem:
Veja também