Esse negócio de aceitar

Preço sob consulta
. Comprar  

Autora: Flávia Lins e Silva
Ilustrador:
Gabriel Voser

Volta e meia, em nossas vidas, surgem problemas difíceis – alguns até mesmo sem solução. Nessas horas, como fazer para entender e aceitar? Hugo tem um lugar muito especial que visita nessas ocasiões. É um lugar secreto, aonde só ele e o cão Gabo sabem como chegar: a Ilha Segredo. 
 
ISBN: 978-85-7671-051-6
Nº de páginas: 16
Formato: 17x17 cm
Idade: 7 a 9 anos
Coleção:

ATIVIDADES SUGERIDAS
 
Temas abordados: o sonho, a fantasia, as perdas, os limites, a dificuldade de aceitação dos diversos problemas da vida.

- Uma das distrações de Hugo era alimentar os macaquinhos que vinham até sua janela pelo galho de uma mangueira; conversar com as crianças sobre a existência de animais silvestres em meios urbanos (porque ocorre, quais os possíveis problemas, o que é realmente melhor para os animais silvestres, tráfico de animais etc).
- Levantar relatos das crianças sobre suas vivências em torno de animais de estimação.
- Conversar com as crianças sobre o relacionamento das mesmas com o meio ambiente (como o compreendem, como agem em contato com a natureza, se têm noções sobre as relações entre as ações do homem sobre a natureza etc).
- Incentivar que visitem praças da cidade pesquisando os tipos de animais a serem encontrados.
- Assim também, pesquisar a respeito dos tipos de árvores existentes e a necessidade de conservação das mesmas nos centros urbanos.
- Instigar a discussão sobre a convivência social nos locais de moradia das crianças.
- Hugo procurava entender as problemáticas de sua vida viajando para a Ilha do Segredo; propiciar que as crianças relatem ou escrevam sobre suas angústias e quais seus lugares de refúgio.
- Instigar as crianças a resolverem o problema com a alimentação dos macaquinhos impedida pelo corte do galho da mangueira.
- Discutir o assunto “morte” com o grupo levantando as várias formas de compreensão e aceitação das crianças em relação a esse assunto, respeitando a diversidade religiosa.
- Conversar sobre como cada um faz quando tem um problema chato. Conversam com os pais? Desenham? Escrevem?
- Propor a discussão sobre a forma das personagens lidarem com a falta da avó.
- Pedir que relatem aprendizagens ou experiências que têm com pessoas idosas, familiares ou não.
- Alguém tem barco no quarto como o Hugo? Gostariam de visitar a ilha segredo?
- Se pudesse viajar para um lugar bem longe que lugar seria esse?
 
 
TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:
- PATERNO, Semíramis. Dona Pina e Zé da esquina. Franco Editora.
- MARTINS, Mauro. O quarto do meu avô. Franco Editora.
Veja também