Paisagem de menino

Preço sob consulta
. Comprar  
Autora: Neusa Sorrenti
Ilustrador: Walter Lara

 
Os poemas que compõem o livro falam de crianças, de bichos, de plantas e rios que se deixam fotografar pelas lentes da vida. Por meio de ritmos lentos ou travessos, conforme o clima das situações imaginadas, cada leitor vai sentindo a simplicidade dos versos, e, quem sabe, pode até ir cantarolando cada poema-paisagem...
 
ISBN: 978-85-88600-63-8
Nº de páginas: 24
Formato: 20x20 cm
Idade: 7 a 10 anos
Coleção:
 
Temas abordados: lirismo infantil, alegria, sentimentos e vivências da criança, paisagens do dia a dia, vida dos bichos, visão poética dos seres pequeninos.
 
O livro apresenta uma série de poemas em que o tema é a criança e a paisagem do cotidiano que a rodeia. O universo de meninos e meninas é visto por meio de possíveis fotografias feitas sob o brilho da manhã, durante a preguiça da tarde e debaixo do véu curioso da noite. Os textos são mostrados com delicadeza, humor e lirismo para o leitor de qualquer idade que quiser lê-los ou cantá-los. Podem ser sugeridas as seguintes atividades:
- Converse com a turma sobre a importância e a beleza da poesia que, ao representar o mundo, acaba criando outro: um mundo de conhecimento, questionamento, magia, música e símbolos. Escolha um poema e comente os seus significados, suas interpretações possíveis.
- Observe os assuntos tratados nos poemas: refletem, em sua maioria, a vida nas cidades pequenas ou no campo. Por que podemos afirmar isso?
- Há poemas de vários tipos: engraçados, meio tristes, voltados para a questão ecológica, etc. Peça que os alunos escolham um desses tipos e faça um comentário, justificando a sua preferência.
- No poema "Hoje tem, hoje tem" (p.5), o eu-poético relembra várias histórias, através da citação das suas personagens. Repare também as imagens. Quais são as histórias? Algum dia você já ficou com cara de "pouca prosa". Quando e por quê?
- Releia o poema "Desenho" (p.7)e tente substituir a palavra maneiro por outra que tenha o mesmo final e se encaixa bem no referido verso. Ex: um coração bem mineiro; um coração brasileiro. Aproveite e cante o poema, utilizando melodias de cantigas de roda. (Para facilitar a métrica, repita o terceiro verso de cada estrofe.)
- Em "Paisagem desbotada" (p.12), notamos um sentimento de desânimo e de saudade. Sugira que os alunos façam uma reescrita do poema modificando inteiramente o sentimento percebido, porque a tal menina de trança chegou, colorindo toda a paisagem...
- Releia, com bastante expressão, o poema "Biruteia" (p.18). Oriente os alunos numa minipesquisa em classe ou na biblioteca sobre o famoso livro Dom Quixote, de Cervantes. Selecione com a turma as informações mais significativas e promova um debate sobre o poema e suas implicações com a história do "cavaleiro andante".
- O assunto "preservação da água" sempre está presente na escola, na família e na sociedade em que vivemos - A partir do poema "O riso do rio" (p.19), inicie uma discussão sobre a importância do assunto para a sobrevivência do homem, dos animais e das plantas no nosso planeta.
- Converse com a turma sobre o metapoema, isto é, o poema que fala de sua própria construção, que fala sobre o fazer poético, como o poema que abre o livro e o que encerra o livro. Chame a atenção para a necessidade de trabalhar bem os versos: pensar, escrever, pensar mais, mudar palavras, passar a limpo... Afinal, inspiração não cai do céu! Quando achamos a palavra ideal, podemos experimentar a alegria daquele cachorrinho vira-lata que achou um osso no lixo... lá no finalzinho do livro. Achar as palavras que traduzem o nosso sentimento pode ser uma tarefa fácil... ou um pouquinho demorada. Mas sempre vale a pena!
- Divida a turma em grupos e peça que cada um escolha um poema que fale de amor, amizade ou sonho para declamar, fazer um jogral ou cantar. Marque o dia para a apresentação. Se quiser, convide outra turma para assistir ao sarau.
- Verifique a possibilidade de fazer uma oficina de arte sobre os poemas, tais como: criação de dobraduras sobre animais presentes nos poemas; criação de outras ilustrações para os poemas, empregando, por exemplo, técnicas variadas; confecção de fantoches de sucata sobre bichos, pessoas, plantas e objetos que aparecem nos poemas. E pra terminar, abra a capa do livro, leia as informações iniciais, veja a 4ª capa, delicie-se com as lindas ilustrações do Walter Lara e curta a POESIA que mora na paisagem do seu coração !!!
 
TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:
- SORRENTI, Neusa. Brejeiros e bagunceiros. Franco Editora
- KALUNGA. Vamos brincar de donos do amanhã. Franco Editora.
- KALUNGA. Há quanto tempo não vejo uma joaninha. Franco Editora.
Veja também