Meu quintal

Preço sob consulta
. Comprar  
Autora: Neusa Sorrenti
Ilustradores: Sami e Bill

 

Quando as frutas, legumes & companhia inventam de farrear num quintal, o resultado é uma salada de dar gosto! A banana quer ser berinjela; o tomate, um abacate; a cenoura quer ser professora. E na hora da chamada... só lendo pra ver!

 
ISBN: 978-85-7671-101-8
Nº páginas: 12
Formato: 17,5x12 cm
Idade: 4 a 7 anos
Coleção: Bambolê
 


ATIVIDADES SUGERIDAS
 

Temas abordados: cenas no quintal, brincadeiras, jogos de palavras.

.

O texto privilegia o ritmo, o humor e a fantasia. A capa já transporta o leitor para as cenas vivenciadas num quintal. Que pode ser o de nossos avós, nossos pais ou das nossas lembranças. Podem ser sugeridos os seguintes encaminhamentos:

 

- Converse sobre o clima inicial da história, ou seja, o que significa estar de alto astral? Como um quintal manifesta esse estado? Como ficam as árvores, as flores, as frutas?

- Veja a p.4. Como numa filmagem, a câmara agora focaliza as frutas e legumes bem de pertinho. Quem aparece primeiro? O que ele quer ser?

- Pergunte: depois do tomate, quem aparece? O que ela faz? Fofocar é uma coisa boa ou não? Por quê? Chame a atenção da turma para os balões de fala presentes na página.

- Na p. 6, há predominância da cor marrom. Por quê? Na oportunidade, pergunte se os alunos sabem como se colhe a mandioca, isto é, onde a parte comestível fica.

- Lendo a p.8, o leitor fica sabendo que a cenoura quer ser professora. Promova um bate-papo entre os alunos sobre a profissão que gostariam de exercer. Pergunte à turma sobre o que acham do trabalho de uma professora: é sempre bom ou tem alguns probleminhas?

- Leia com os alunos, enfatizando o ritmo e a rima com  a voz e com palmas: “Meu quintal deita e rola/ com a ideia da escola”. Peça que os alunos empreguem numa frase a expressão “deita e rola”.

- Olhando bem a ilustração da p. 9, peça opinião sobre o quadro de giz feito por Sami e Bill. Como são os quadros das escolas de hoje? E os de sua escola, como são?

- Peça comentários sobre o final da história e elejam o nome adaptado mais bonitinho. Proponha que os alunos inventem outras personagens para o livro, como por exemplo: a jabuticaba quer ser como o limão (jabutilão); a manga quer ser como o maracujá (mangajá), e assim por diante.

- Aproveitando a dica da questão anterior, faça com os alunos um livro-álbum chamado NOSSA CLASSE-QUINTAL. Ele apresenta a foto do rostinho do aluno emendada no corpo de uma fruta ou legume, como: Adrianja (rosto de Adriana e corpo de laranja; Daniló (rosto de Daniel e corpo de jiló). Cada criança cola a sua foto, faz o desenho de sua fruta ou legume preferido e assina seu “novo nome” embaixo, caso saiba escrever. Do contrário, a professora escreve o que ela ditar. Depois de tudo pronto, é só encadernar e compor o livro-álbum. Professor, para esta atividade é bom que todas as folhas tenham o mesmo tamanho e sejam ilustradas na mesma posição, para facilitar o manuseio.

- Sugerir a apresentação do livro todo cantado com a melodia de “Ciranda, cirandinha”, por exemplo. Podem fazer grupos alternados: um canta dois versos e o outro retoma os outros dois. Se houver necessidade de adequação à melodia, repita os versos finais: ”Quem no meio dessa lista/ tem o nome/ mais bonitinho”.

 

 

TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:
- MEIRELLES, Gilda. Nomes. Franco Editora.

- MIRANDA, Marco. Quer conhecer meu quintal? Franco Editora.


Veja também