Meu pequeno grande livro da gratidão

R$ 31,00
ou 3 x R$ 10,33
. Comprar  
Autora: Carolina Marmo Pepe
Ilustradora: Meri

Um livro sobre amor, gratidão, humildade e afeto. Um brinde à vida e à felicidade.

 
ISBN: 978-85-7671-348-7
Nº de páginas: 16
Formato: 20x20 cm
Idade: 6 anos
Coleção:

Temas abordados: amor, gratidão, relações familiares.
 
ATIVIDADES SUGERIDAS:
 
- Aposte em atividades coletivas e colaborativas. Faça com que as crianças criem um vínculo entre si ainda maior dividindo entre elas os materiais escolares e os momentos importantes. Por exemplo, faça com que uma criança ajude a outra em alguma atividade mais complexa e trabalhe a autoconfiança e senso de responsabilidade e a colaboração.
- Ao invés de “Me dá o lápis!”, explique às crianças que elas poderão ter resultados mais positivos se falarem “Posso, por favor, pegar o lápis de cor?”. Ter uma atitude positiva todo o dia é um jeito maravilhoso de deixar de lado o ciúme e a reclamação.
- O poder das palavrinhas mágicas “Muito obrigado”. Ensine para as crianças a colocar o “obrigado” nas frases mais simples. Como por exemplo, “obrigado por me emprestar sua bola”. Essa atitude pode ser incorporada em momentos específicos, como quando os professores ajudam as crianças a evoluir em uma atividade.
- Converse sobre o dar ao invés de receber. Promova atividades em que as crianças façam trocas de presentes. Como, por exemplo, o amigo oculto. Isso fará com que aprenda a beleza em dar ao invés de apenas receber.
- Substitua atividades com brinquedos promovendo uma visita a uma exposição ou uma história contada com fantoches. Experiências como essas priorizam relacionamentos e não materialismo.
- Sugira que as crianças elaborem cartões de agradecimento. Explorando a imaginação as crianças podem se expressar com um simples desenho ou mensagens de agradecimento.
- Sugira aos alunos que listem coisas que os pais, responsáveis e professores já fizeram e fazem por eles. Aproveite o momento para apontar a importância de demonstrar gratidão pelas pequenas coisas.
- Aponte aos alunos a possibilidade de demonstrar gratidão por coisas das quais teriam tendência de reclamar: lição de casa e tarefas domésticas. Enxergue o lado positivo nas tarefas diárias.
 - Crie um "diário da gratidão" por classe. Cada aluno passa uma semana com o diário e a família ajuda a completar uma página com fotos, desenhos e descrições do que os torna gratos. Ao finalizar, realize uma atividade conjunta para compartilharem as contribuições de cada um.
 - Tire uma foto da gratidão. Cada aluno prepara um cartaz listando um item pelo qual é grato e os professores tiram uma foto a ser enviada aos pais dos alunos.
- Monte uma árvore com galhos de verdade ou uma árvore de papel e faça folhas para pendurar contendo os agradecimentos do ano.
- Jogue com as crianças o jogo da gratidão. Você precisar ter um jogo de Pega Varetas. Comece a jogar segurando as varetas na mão e deixando que elas caiam. Cada jogador tira uma vareta da pilha sem mexer nas outras. Quem tiver mais varetas no final ganha o jogo. A diferença fica por conta das cores da vareta. A cada vareta tirada fala-se algo pelo que é grato. Ex:
  • Vermelho: Por quais pessoas você é grato?
  • Laranja: Você é grato por qual lugar?
  • Verde: Por qual comida você é grato?
  • Azul: Por algo que você ganhou...
  • Roxo: Você é grato por...
- Incentive projetos sociais como escrever pequenas cartas ou bilhetes motivacionais para serem entregues a pessoas internadas em hospitais ou em asilos.
- Pinte pedras com mensagens positivas a serem distribuídas.
- Podemos agradecer pela oração. Oportunize um momento do dia para agradecer a Deus. Sem tendências religiosas.
- O livro fala sobre agradecer pelo corpo, sentidos etc. Promova atividades que trabalhem a consciência corporal:
. Preparação: Um ambiente amplo com colchonetes ou toalhas distribuídas pelo chão, uma para cada participante. Músicas lentas ou sons da natureza. É importante que as crianças se sentem à vontade, relaxadas e descontraídas.
. Exploração do espaço: Caminhe lentamente, à vontade, de diferentes formas pela sala ao som da música. Incentive os participantes para caminhar em diferentes planos: baixo, médio, alto; caminhar tentando perceber tudo o que tem na sala (parar a atividade e descrever o que perceberam); caminhar de olhos fechados, devagar, tentando não “atropelar” ninguém;
Obs: Atividades feitas em silêncio, ouvindo o som da música e o som do deslocamento dos participantes.
. Boneco: Em duplas, um é o boneco e o outro é o dono do boneco. O boneco fica de pé o mais relaxado possível e o dono do boneco ‘explora’ todos os tipos de movimentos possíveis de todas as partes do corpo do boneco. Ex: movimentos dos braços, fazer o boneco sentar, deitar, quadrupedar, ajoelhar... Após alguns minutos o boneco troca de função com o dono.
 
 
LIVROS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:
- NUNES, Ana Rapha. A noite chegou... e o sono não vem. Franco Editora.
- BORGES, Iris. Dormir é horrível? Franco Editora.
- BORGES, Iris. Quer conhecer o corpo humano? Franco Editora.
• Prazo para postagem:
Veja também