Eu tinha um gato branco que fugiu

Preço sob consulta
. Comprar  
Autor: Iacyr Anderson Freitas
Ilustradora: Michelle Behar

 
Um texto que brinca com a rima e, de forma lírico-jocosa trama ações geradoras dos senti-mentos interpessoais, em especial o afeto.
ISBN: 85-88600-92-7
Nº de páginas: 12
Formato: 20x20 cm
Idade: 8 a 9 anos
Coleção:

ATIVIDADES SUGERIDAS
 
Temas abordados: animais de estimação e necessidades humanas, a escola, profissões, o ato de escrever.

– Não obstante a essência poética do texto de Iacyr Anderson Freitas, os versos são utilizados também para narrar uma história. A partir desta peculiaridade – a narrativa sendo exercitada dentro do discurso lírico –, comente a respeito da natureza dos gêneros literários.
– O vigia Zé Lopes ganhou o concurso da escola com uma redação “sobre o seu amigo-urso”. Tendo por base as diferenças semânticas entre “amigo-urso” e “amigo urso”, motive os alunos a encontrarem outras palavras ou expressões que demonstrem a essência rica e multifacetada de nossa língua.
– Ao ler as redações apresentadas pelos concorrentes, Dona Rita fica assustada com as pessoas que não sabem “olhar um tema de frente”. Utilize essa passagem (da 21ª até a 29ª estrofe) para trabalhar com os alunos a importância da leitura como formadora do conhecimento e da nossa visão de mundo.
– Na mesma passagem citada acima – mais precisamente na 24ª estrofe – Dona Rita afirma que há pessoas que não sabem sequer o que é um bicho de estimação. Aproveite essa referência para trabalhar, em sala de aula, com o tema em causa. Solicite aos alunos uma pesquisa (ou mesmo uma redação, como no próprio poema de Iacyr Anderson Freitas) sobre bichos de estimação.
– Dona Rita fica surpresa, na 28ª estrofe, com o fato de que há pessoas que não têm medo de marimbondo. Faça uso dessa citação para discutir com os alunos acerca da natureza do medo, dos seus aspectos positivos e negativos.
– Por que o “filho mais novo do Doutor Peixoto” escreveu uma redação tão pequetita? O poema oferece várias pistas acerca dos fatos que motivaram a referida economia verbal do garoto, mas não deixa de, no entanto, dar margem a algumas dúvidas. De fato, as reticências que rematam a penúltima estrofe do livro funcionam como um recurso capaz de alargar o sentido do texto, tendo como esteio a experiência dos próprios leitores. Aproveite essa parte do poema para falar um pouco sobre o referido sinal de pontuação, bem como sobre a polissemia, uma das características mais destacadas do texto lírico.
- O “filho mais novo do Doutor Peixoto” afirmou que, apesar do pouco tempo de convivência, o gato branco foi o seu melhor amigo. Tendo em vista o vínculo temático entre amizade e bichos de estimação (afinal de contas, “estimação” tem o sentido de “estima, afeição, afeto e amizade”), promova uma discussão com os alunos sobre a importância deste sentimento. Havendo possibilidade, trabalhe também com a música “Canção da América”, de autoria de Milton Nascimento e Fernando Brant.
 
TEXTOS QUE PODEM AUXILIAR SEU TRABALHO, PROFESSOR:
- GUSMÃO, Marta e Tânia. Ana e o gato. Franco Editora.
- ALMEIDA, Hugo Ribeiro de. O gato Agapito. Franco Editora.

 
Veja também